Medicina Ortomolecular

Ortomolecular é um termo que vem do grego “ortho”, que significa correto ou certo e “molecule”, molécula que é a estrutura simples que confere as características a determinado composto. Significa literalmente “a molécula correta”.

A medicina ortomolecular também denominada por terapia ortomolecular baseia-se na reabilitação celular. Tem como objetivo prevenir e tratar doenças, fornecendo ao individuo as quantidades ótimas de substâncias que são naturais para o corpo possibilitando o organismo de utilizar os seus próprios recursos na normalização do seu estado de saúde (função mitocondrial, níveis vitamínicos, metabolitos dos neurotransmissores, anormalidades de oxidação de ácidos gordos, níveis de oxalatos, erros congénitos do metabolismo, entre outros).

Engloba o conceito de homeostasia, o equilíbrio do meio interno baseado nos princípios moleculares da constituição celular.

Usa os princípios básicos da saúde que vão desde avaliação dos antecedentes, anamnese, análise de laboratório, diagnóstico e terapêutica esta última através suplementos alimentares.    

Principais indicações:

  • Deficit de Atenção,
  • Mal de Alzheimer,
  • Síndrome de Asperger,
  • Transtorno do Espectro Autista,
  • Depressão,
  • Fadiga Crónica,
  • Infecções recorrentes,
  • Fibromialgia,
  • Endometriose,
  • Transtornos Motores,
  • Esclerose Múltipla,
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo,
  • Síndrome de Tourette,
  • Colite e Doença de Crohn,
  • Dificuldades de Aprendizagem,
  • Sindrome de Down.