Osteopatia Pediátrica

A Osteopatia é uma terapia manual baseada numa abordagem holística e procura entender o movimento sob as suas diferentes formas de expressão. Tem como base que o ser humano é um todo indivisível, que todos os sistemas do corpo estão inter-relacionados. Deste modo, qualquer disfunção num sistema irá afetar os outros.

Considerando que em qualquer patologia/lesão existe um claro prejuízo da função de um órgão ou de uma estrutura, a Osteopatia procura compreender e normalizar os seus movimentos, dando liberdade a qualquer tipo de restrição seja ela articular, visceral, neural ou fascial.

A saúde dos bebés, crianças e adolescentes pode ser afetada a qualquer momento.

Nos bebés aquando do seu nascimento poderão ser evidenciadas pequenas alterações motoras e estruturais, problemas respiratórios e prisão de ventre.

Já as crianças poderão manifestar atraso de desenvolvimento psico-motor, ansiedade, dificuldades na aprendizagem.

Os adolescentes, por outro lado, sendo uma população de extremos – ou muito ativos ou muito sedentários – apresentam também as oscilações hormonais típicas desta fase. Deste modo, com o crescimento podem surgir pequenas alterações posturais na coluna vertebral (escoliose) e nos membros inferiores (joelhos valgos, pés planos).

Em resumo, a osteopatia pode intervir em qualquer fase do desenvolvimento e crescimento da criança ou adolescente permitindo, assim, a restauração da homeostase – equilíbrio interno – do corpo humano.